Conecte-se conosco




polêmica

Cantora gospel que espancou idosa ligar para polícia e bombeiros denunciando a sogra

Quando o pequeno incidente ocorreu no dia 7 de janeiro, Lucimara Pires afirma que ligou na mesma hora para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros

Publicado

em

Cantora gospel Lucimara Pires espanca idosa

A cantora gospel que viralizou em um vídeo espancando uma idosa contactou um site para dar esclarecimentos sobre o caso que tem chocado a sociedade. Segundo a mulher que também é pastora ligou para a Polícia e o Corpo de bombeiros denunciando a sogra. O vídeo que cai na internet foi gravado pelo seu esposo enquanto os maus tratos aconteciam.

Mulher é confundida com cantora gospel que espancou idosa e barraco acontece na internet

Lucimara Pires de 34 anos disse ao ‘Jornal da Nova’, o incidente teria acontecido no dia 7 de janeiro. No entanto, somente neste sábado 19, que uma das netas teria feito um B.O contra a cantora gospel.

Em sua alegação, Lucimara disse ao site, que houve o desentendimento com a idosa, mas negou ter agredido a sogra. A cantora gospel chamou a briga de “pequeno incidente”. A pastora disse ainda teria sido xingada e agredida, machucando sua boca. 

Cantora gospel passa mal e marido pastor é o principal culpado

A cantora gospel aproveitou e acusou a sogra que mora com ela de ser transtornada com um descontrole fora do normal.

A mãe do meu esposo é muito transtornada, aparentando um descontrole anormal, me agrediu sem motivos, com muitos insultos. Fui obrigada a respondê-la, sem qualquer violência. Não houve nenhuma agressão física”, afirmou a cantora.

Quando o pequeno incidente ocorreu no dia 7 de janeiro, Lucimara Pires afirma que ligou na mesma hora para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. Segundo ela, disseram ão poder fazer nada sobre o assunto.

“Ninguém da família quer ficar com ela [idosa], então resolvemos ficar até que uma filha que mora em Nova Casa Verde, alugasse uma casa aqui em Nova Andradina, para morar com ela, mas desde que estava em nossa residência, foi uma atribulação, uma perturbação, cheguei a ligar no Corpo de Bombeiros e na Polícia Militar no dia 7, mas me disseram que não podiam fazer nada” , disse.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *