Conecte-se conosco




pastor

Pastor que acusou Valdomiro Pereira de abuso sexual é intimado a depor na Polícia Federal

Publicado

em

Arlindo Simões, vai depor contra Valdomiro Pereira

O Pastor Arlindo Simões, que anteriormente denunciou Valdomiro pereira de abuso sexual, foi intimado a comparecer no próximo dia 24 (quinta-feira). Ele vai estar na Polícia Federal para depor contra o Presidente da CEADB.

A ação envolve casos de corrupção, caixa 2 e lavagem de dinheiro por parte de Valdomiro Pereira. Após anos a frente da Assembléia de Deus, foi denunciado por diversos pastores que são contra o seu mandato .

Além de ser testemunha de acusação dessa ação contra Valdomiro Pereira, o pastor Arlindo Simões teria acusado-o de abuso sexual na Assembléia de Deus, na Liberdade. E apesar do caso ter esfriado um pouco, as autoridades ainda continuam chamando algumas lideranças da igreja para prestar depoimento contra o presidente da CEADEB.

Valdomiro Pereira viu o seu nome virar capa dos principais sites de notícisa gospel depois de graves denúncias começou a circular, envolvendo não só assuntos de ordem administrativa dentro da Assembléia de Deus. Também envolvimento em casos mais graves, como na compra de uma rádio e ter segundo os pastores, colocado em seu nome da mesma e outros assuntos.

A Polícia Federal  chegou a chamar um dos maiores opositores do pastor Valdomiro, o pastor Weldo Batista, mas que de última hora resolveu usar as redes sociais para negar qualquer envolvimento, alegando que não sabe de nada que possa incriminar o presidente da CEADEB, bem diferente do que ele vinha dizendo anteriormente.

Isso chamou os outros pastores que esperavam que esse depoimento fosse crucial para que Valdomiro fosse incriminado, e perdesse a sua posição junto a Assembléia de Deus.

Ainda não se sabe se Valdomiro usou a sua influencia para calar opositores, e o que vem sendo feito por baixos dos panos para que essas ações de corrupção, assédio sexual e outros casos graves pudessem perder força.

O que se pode esperar, é que muitos pastores ainda serão intimados para confirmar ou não a denuncia que está rodando na Polícia Federal.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *